Boa ideia rende convite para a NASA

Jovem brasileira vence concurso de tecnologia e ganha bolsa de estudos nos EUA

Ela é cientista e vai para a NASA. Não estamos falando da Sandy, amiga-esquilo-astronauta do Bob Esponja, apesar de que ambas talvez tenham muito em comum.

A começar pelas mentes inventoras. Conheça Mariana Vasconcelos, a brasileira que ganhou bolsa para estudar nos Estados Unidos, graças a uma invenção que ajuda a solucionar o problema de falta de água no Brasil, dentre outras coisas.

 mariana-agrosmart-div630  

Mariana sempre foi uma menina inquieta e já na faculdade de Administração se aventurou pelo empreendedorismo, criando algumas empresas antes de investir na ideia que mais tarde lhe traria reconhecimento e abriria portas fora do país.

Atualmente com 23 anos, ela co-criou o Agrosmart, uma tecnologia que conecta agricultores às suas plantações. Como isso funciona? Sensores instalados na terra da plantação são conectados ao smartphone do agricultor. Assim, ele consegue receber dados meteorológicos, processamento de imagens e uma aplicação baseada em Cloud Computing (computação em nuvem) para tomar decisões baseadas em dados úteis que vão desde o controle de pragas à economia de água na irrigação.

 placa_agrosmart

Por falar em água, este foi um dos grandes chamarizes do projeto de Mariana. Você sabia que, de acordo com Organização das Nações Unidas (ONU), quase 70% da água do mundo é utilizada para irrigação na agricultura, mas 50% deste volume é desperdiçado no processo? Mariana afirma que seu sistema garante uma economia de 30% a 70% de água.

Não foi à toa que o projeto foi o grande vencedor do Call to Innovation 2015, concurso realizado por uma Faculdade de Tecnologia de SP. O prêmio? Uma bolsa integral de estudos na Singularity University, localizada dentro de uma base de pesquisa da NASA, no Vale do Silício (EUA).

Após voltar da temporada norte-americana, daqui a alguns anos, Mariana já tem garantida uma bolsa para iniciar um curso de MBA na mesma faculdade que a premiou no concurso.

 iphone

Quanto à sua invenção, o Agrosmart, ele já recebeu investimentos e está em fase de testes em duas fazendas que se tornaram clientes e vislumbraram o potencial desta tecnologia.

Se alguém um dia duvidou do potencial das meninas no setor de tecnologia, Mariana mostra que passou da hora de rever esses conceitos. E a ela desejamos toda a sorte e muitas conquistas daqui pra frente.

Leia mais:

Comentários