Igor teve uma boa ideia: oficinas de empreendedorismo para jovens – Parte II

Já falamos aqui um pouco sobre o Igor, que quer levar oficinas de empreendedorismo para jovens da sua idade. Hoje quem dá dicas para ele é a Flávia, especialista em educação inovadora. Clique e confira a parte II deste Faça Acontecer 🙂

Lembra do Igor? Na semana passada publicamos aqui no Academia Sebrae a ideia dele: fazer oficinas de empreendedorismo em escolas. No último Faça Acontecer, usamos o Guia Essencial para Novos Empreendedores para falar sobre quais conteúdos o Igor pode abordar durante os encontros. Para ajudar na tarefa de organizar as oficinas, convidamos a especialista em educação inovadora, Flávia Almeida, para nos ajudar. Olha só o que ela escreveu para o Igor:

IMG_3684

Ei Igor, tudo bem?

Que legal a sua ideia de desenvolver uma oficina de empreendedorismo.

Transmitir conhecimento é uma das coisas mais mágicas do mundo, eu como professora que o diga! Essa experiência tem tudo para ser incrível. Imagino que você deve estar muito empolgado em ensinar para os estudantes tudo o que sabe.

É nesse ponto que começa a minha primeira dica: selecione os temas principais que serão desenvolvidos.  Assim, você orienta os processos de ensino e consegue deixar espaço para temas que podem surgir, sem perder o foco nas aprendizagens que deseja consolidar.

Estar em sala de aula é navegar em um mar de imprevistos e, aos poucos, você vai aprendendo a ser um marinheiro habilidoso. Alguns temas vão despertar mais interesse dos alunos, outros levarão mais tempo para serem compreendidos. Sabe qual o segredo? Você só descobre no contato com a turma, não tem como prever.

Como segunda dica, elabore um planejamento flexível.  O conteúdo deve ser estruturado considerando o tempo disponível para desenvolvê-los, mas no decorrer do trabalho, perceba a turma e permita-se remodelar o planejamento.

Cada aluno é um universo de possibilidades, imagina uma turma? É uma grande mistura de diferentes paixões, interesses, realidades. Eu considero que esse é um dos aspectos mais importantes da educação. Trabalhe com temas e projetos gerados pelos alunos, dê espaço para que eles pensem e transformem suas próprias realidades.

Proponha atividades para colocar a mão na massa, criar e desenvolver projetos reais, que podem ser coletivos ou individuais. Como professor, apresente e direcione os conteúdos na medida em que os alunos encontrem desafios em seus projetos.

Não existe fórmula pronta para se fazer educação. O importante é estar aberto para ensinar e se permitir aprender. Igor, aprendizagem é um trem que percorre trilhos horizontais.

Um abraço e boa sorte,

Flávia.

giphy (21)
Bacana, não? É isso mesmo. O melhor professor é aquele que aprende junto 😉 Se você tem alguma ideia ou quer realizar alguma ação empreendedora, escreve pra gente. Podemos te ajudar a fazer acontecer!

Leia mais:

Igor teve uma boa ideia: oficinas de empreendedorismo para jovens – parte I

Oito dicas para jovens que querem começar a empreender

Antagonismo moderno: vendendo produtos artesanais pela internet

Comentários