Garota de 11 anos desenvolve caneca especial para quem sofre do mal de Parkinson

Conheça a “Caneca Kangaroo”, um ótimo exemplo de quem faz acontecer

O mal de Parkinson é uma doença do sistema nervoso central que provoca tremores e dificuldades para a coordenação motora. Ao ver seu avô, que é portador da doença, sofrer para tomar uma xícara de café sem derramá-la, a jovem Lilly Born (de apenas 11 anos!) resolveu botar a mão na massa: com um pouco de plástico moldável e algumas tentativas, Lilly criou uma caneca de três pernas e de fundo pesado, com o objetivo de estabilizar o líquido e evitar que ele derrame.

download (1)

Cerca de uma ano depois, Lilly viu seu pai se desesperar ao derramar café em seu notebook. Ela o levou até um estúdio de arte em cerâmica perto dali e fez uma versão em cerâmica da caneca para ele. Após usá-la por algum tempo e concluir que a caneca era uma ideia muito boa, seu pai começou uma campanha para arrecadar dinheiro na internet e começar uma produção em massa.

O sucesso da campanha, de acordo com ele, está não apenas no fato de a caneca ter se tornado realidade, mas principalmente no fato “de Lilly ter se tornado um exemplo para as crianças e uma inspiração para empreendedores de todas as idades”.

download

Lilly e seu pai agora estão em sua segunda campanha de arrecadação, dessa vez para produzir uma versão da caneca em plástico, mais durável e própria para crianças.

Comentários