Ex-aluno da Escola do Sebrae abre fábrica de tijolos ecológicos

Jovem percebeu um mercado não explorado e desenvolveu uma empresa que fabrica tijolos ecológicos

O jovem Willy Diego Lima conseguiu enxergar uma grande oportunidade de alcançar o sucesso quando era aluno da Escola de Formação Gerencial (EFG) do Sebrae Minas. Ele percebeu que havia um mercado ainda não explorado e que estava precisando de atenção e, juntamente com seu colega Pedro Silveira, desenvolveu uma empresa que fabrica tijolos ecológicos.

Willy tinha apenas 17 anos quando encarou o desafio de colocar em prática o seu projeto de conclusão de curso. Em 2014, ele abriu uma fábrica em Santa Luzia (MG) com capacidade para produzir até 1.000 unidades por dia.

“A gente não conhecia o produto e o mercado. O projeto demandou muita pesquisa, empenho e planejamento, mas sabíamos que tínhamos preparação suficiente”, conta Willy.

O tijolo é sustentável, econômico e se destaca pela praticidade de uso, podendo ser utilizado em edifícios, estruturas industriais, áreas externas, muros, entre outros. É indicado para quem quer  reduzir o custo e ter mais agilidade na entrega da obra. Segundo o estudante, o material chega a ser duas vezes mais resistente que o convencional.

O plano de formação da Escola do Sebrae ajudou Willy a ter uma visão geral do empreendimento em todas as áreas, como marketing, finanças e análise de mercado para diminuir os riscos e as incertezas na abertura da empresa.

“É preciso cumprir uma série de etapas e, sem dúvida, o mais difícil é prever todas as variáveis, principalmente quando não há um histórico. É um tipo de negócio praticamente novo no mercado”, explica Willy.

Para o jovem, a formação na EFG foi essencial para superar as dificuldades iniciais do projeto e persistir. Se liga no vídeo do Willy para o Histórias de Sucesso do Sebrae Minas: 

Comentários