A escola que leva o aprender brincando a outro nível

Impressoras 3D, Mapa da Aventura e muita tecnologia guiam a educação nessa escola inovadora

A PlayMaker School, em Los Angeles, EUA, inovou a ideia de que é possível aprender brincando. Com atividades em ambientes virtuais, criação com impressoras 3D e um currículo personalizado chamado de Mapa da Aventura, a escola mostra que educar é muito mais do que sala de aula e livros didáticos.

Criada em 2012 pela fundação GameDesk, ela já se tornou referência na educação inovadora. Todo o aprendizado que acontece lá dentro é construído pelo próprio aluno, de uma forma exploratória, condizente com as novas gerações.

escolagameplay escolagameplay

Um dos principais espaços que a escola oferece é um maker space. É como se fosse um laboratório com várias ferramentas, prontas para serem usadas para construir coisas e para cada um descobrir seu próprio aprendizado. O ponto principal desse e de outros espaços é a colaboração. O professor não fica à frente da sala ensinando lições pré-estabelecidas, ele se torna um guia que coopera com todos em toda a extensão da sala.

img_0061 MakerLab_web

Um lugar que faz da Playmaker uma escola ainda mais fantástica é a Sala da Aventura. Lá existem TVs plasma, um sistema de laboratório e projeções no chão. Os estudantes conseguem ter um aprendizado baseado em habilidades do século 21, como mobile, personificação e games.

Para entender como cada aluno evolui durante o ano letivo, a escola criou o Mapa da Aventura, uma plataforma que auxilia os professores a acompanharem cada criança. Por meio do mapa, é possível guiar a experiência de aprendizado de acordo com o interesse de cada estudante.

escolagameplay

O principal conceito dessa nova forma de educar é criar relações significativas entre as várias áreas do conhecimento, por meio de projetos nos quais as crianças têm autonomia. Fica fácil aprender sobre hipóteses científicas por meio de brincadeiras práticas e conexões entre robótica, design e programação.

As crianças constroem, desconstroem e produzem todo o seu próprio aprendizado. Na Playmaker, a falha é entendida como uma oportunidade para o sucesso, não como algo essencialmente ruim. Por tudo isso, os resultados são surpreendentes, com alunos que aprendem com muito mais facilidade.

escolagameplay

Para conseguir uma das vagas não é preciso passar por nenhum vestibular ou prova difícil. As admissões são feitas por meio de entrevistas, nas quais a criança mostra seu potencial e sua personalidade, deixando claro o que tem para oferecer à escola. Outra coisa importante para o processo: a comunidade escolar preza pela diversidade econômica e racial, pretendendo ser uma extensão do contexto vivido por cada estudante.

É assim que a educação do futuro começa a tomar forma, dando liberdade e chances para todos aprenderem em um ritmo próprio e aproximando a experiência de aprendizado da vida real. Conheça mais sobre a Playmaker:

 

Comentários